quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Flor de Lótus



Que sejamos capazes de nos transformar sempre, apesar das tempestades que por vezes insistem em querer nos derrubar.

Que sejamos como a flor de lótus que do lodo cresce, mas floresce perfumada e bela, como se vivesse em eterna primavera, e sua existência dependesse apenas de luz!

(Marcilane Santos)

 Blog Simples Inspirações


 Foto: Iara Novelli

 

7 comentários:

  1. Já não posso dar-te a mão, cheguei tarde
    Entre ruinas procuro o sentido, a razão
    Já não canto aos deuses, não rezo
    Já esqueci o sabor do desprezo, não desprezo

    Tracei um círculo de solidão
    Ausente do meu nome está o chamamento
    Jazem mudas as folhas de silêncio
    Errantes brumas ao sabor do vento

    Percorri um longo e tortuoso caminho
    Moro numa casa da memória no topo da saudade
    Prodígios de mil cores espalhei pelo caminho
    Pintei almas, mentiras, girassóis e singelas verdades




    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  2. Elliana, adorei a postagem. Muito bacana o texto da Marcilane, uma arte a foto da Iara e um achado a sua inspiração para postar tudo isso.
    Beijo
    Manoel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Marci arrasa né....rs. Eu amei esse poema.
      bjão.

      Excluir
  3. Oi, Lili... essas palavras hoje estão na medida pra mim.
    Bjs, tenha um excelente dia!

    ResponderExcluir